Professora da Escola de Educação Básica da URI-SLG apresenta devolutiva de pesquisa de Mestrado em Educação para a SEMED-SLG

  • 8 de novembro de 2021

A professora e coordenadora pedagógica, Rosa Carine Menezes de Mattos realizou a pesquisa “Bem e Mal-Estar Docente: Fatores que Contribuem para a Saúde e a Qualidade de Vida de Professores da Educação Básica da Rede Municipal de Ensino de São Luiz Gonzaga/RS”, com o intuito de compreender quais fatores contribuem para o bem e o mal-estar, interferindo positiva ou negativamente na saúde e na qualidade de vida das∕os educadoras∕es. A coleta de dados ocorreu no período de dezembro de 2020 a abril de 2021, sendo que, no mês de janeiro e meados do mês de fevereiro não houve participação, por motivo de férias das∕os professoras∕es da rede municipal. Foram utilizados como instrumentos um formulário com questões sócio demográficas e o Questionário de Saúde Docente (FERNÁNDEZ-PUIG; MAYAYO; LUSAR; TEJEDOR, 2015), enviados por e-mail, via Google Forms. Dentre os cento e oitenta e seis professoras∕es que atuam no contexto previamente definido para a pesquisa, oitenta e três docentes responderam aos questionários, perfazendo 44,62% de participação.

Dentre os principais resultados obtidos por meio do estudo, destaca-se a constatação de elevado índice de satisfação com a profissão, sendo que 74,7% das∕os docentes voltariam a ser professor e a maioria afirmou desfrutar as tarefas cotidianas (77,1%). Também predominou a felicidade no trabalho, pois 50,6% consideraram-se sempre felizes no trabalho e 41% frequentemente. Para 75,9%, a docência proporciona momentos de diversão; 91,6% sentem-se motivados a ir ao trabalho.

Estes e outros resultados foram entregues, na sexta-feira, 05 de novembro, pela Mestra Rosa Carine, para a Secretária Municipal de Educação e Esporte, Mariza Klein Ditz e para a equipe da SEMEDE. Com a devolutiva, os dados da pesquisa podem ser analisados, com vistas a assegurar o aprimoramento constante das estratégias voltadas a assegurar o bem-estar dos docentes.

A relevância do estudo relaciona-se, principalmente, com a convicção de que professores satisfeitos e saudáveis podem desenvolver um trabalho competente na educação, cooperando com a formação qualificada das novas gerações.